O projeto de Manutenção do Centro Tradicional de Invenção Cultural (CTIC), apiado pelo Fundo de Apoio à Cultura, por meio da SECEC-DF, tem como objetivo contribuir com o fortalecimento das atividades formativas, festejos e oficinas de nosso espaço. Além do apoio aos 3 tradicionais festejos da casa, que acontecem há 18 anos. Todas as ações do CTIC são voltadas para a divulgação das culturas populares brasileiras, em especial a moderna tradição cerratense do Fuá de Seu Estrelo, que tem como base a Mitologia do Calango Voador, escrita por Tico Magalhães, que narra o surgimento do mundo, do cerrado e de Brasília.

 
 

A Festa de Abrição, a primeira festa do ano, acontece em abril, em homenagem à filha da Mata, mãe de Seu Estrelo, conhecida como Sinhá Sereia Laiá. Essa figura está ligada à força das águas. É com as águas de Laiá que é lavado o espaço para começar todas as atividades do ano: as oficinas, os trabalhos, os projetos, as rodas, os tradicionais festejos. Levar a energia do ano anterior embora e renová-las para um novo fazer e firmar.

Festa de Abrição

No mês de junho, acontece a festa em homenagem a Seu Estrelo, quando se realizam oferendas para essa figura, o filho de Sinhá Laiá, como também se comemora o surgimento do próprio grupo, que nasceu no dia 15/06/2004. Seu Estrelo surge sob o céu estrelado do Cerrado, num mês de céu limpo, no qual é possível observar com máxima visibilidade as estrelas.

O Fuázerio

Festa do Calango Voador

Acontece em setembro, mês em que se celebra o Cerrado e o nascimento do Calango. A figura do Calango é essa junção entre mata e céu, entre terra e ar. O Calango é a personificação folclórica das características da própria cidade e do seu povo. Nesse festejo, é celebrada a cidade, a sua secura, o poder de transformação do próprio Cerrado em meio a um grande cortejo, com várias figuras do Mito e com o Calango Voador.